Meu filho não quer ir para a escola

Em algum momento da vida as crianças não querem mais ir para a escola. Isso pode acontecer mesmo que já frequentem o mesmo ambiente e estejam adaptadas.
Muitos motivos podem levar a esta situação. É importante lembrá-los, o quanto os pequenos são sensíveis ao que acontece ao seu redor e nós adulto geralmente subestimamos o entendimento que eles tem sobre os fatos do seu cotidiano.

É essencial, que no primeiro momento procure a equipe escolar. Se mesmo após esta conversa este comportamento persistir, é importante verificar os fatores externos á escola.
Um deles, é a fase de desenvolvimento que as crianças passam que é a fase do NÂO, dizem não para tudo. Nesta fase é importante mostrar para a criança quem é o adulto, explicar de forma racional os motivos pelos quais ela fica na escola: “as crianças vão para a escola aprender e fazer amigos e os adultos trabalham” ou “temos que cumprir com nossas obrigações”.

Além disso, brigas, discussões, perda de entes queridos, a chegada de um irmãozinho ou até mesmo primos, podem desestabilizá-las.

Ficam angustiadas e ansiosas, como não distinguem fantasia da realidade sentem-se temerosas com o que vai acontecer, e as únicas pessoas que devolvem esta segurança são os PAIS ou responsáveis por ela.

Outros fatores também podem interferir. Quando estão doentes e indispostas querem permanecer no aconchego do seu lar, pois é lá que encontram segurança.
Então, antes de tirar conclusões fantasiosas, respire e analise os últimos acontecimentos do seu cotidiano e mostre à criança o quanto é importante ir à escola para aprender.
Não esqueça de equilibrar firmeza e compreensão, dê importância aos sentimentos das crianças. Mas se nada disso resolver, procure ajuda de um profissional especializado.

Bruna Gusmão Matheus